Quando é a hora de trocar os discos de freio?

Discos de freio são parte essencial para a segurança do seu veículo. Utilizar um disco muito desgastado pode comprometer a frenagem e causar sérios acidentes. Descubra agora alguns “sintomas” que mostram quando está na hora de trocar os seus discos de freio.

1. O carro vibra com o acionamento dos freios.

Um disco de freio muito gasto pode provocar empenamento e causar trepidações, quando em contato com a pastilha de freio, fazendo o carro vibrar nas frenagens.

Esses fenômenos acontecem por alguns motivos, um deles são as ondulações presentes na superfície da pista de frenagem, provenientes de aplicação incorreta, desgaste incorreto, prematuro das pastilhas de freio, pastilhas de freio de má qualidade, uso em condições severas. Esta série de fatores, com o tempo, pode causar pequenas deformidades na estrutura do disco e é isso que fará a trepidação do carro acontecer.

É importante lembrar que discos empenados ou com trincas também farão o carro tremer quando tiver os freios acionados. Nestes casos, também é necessário fazer a troca.

2. Dificuldade para frear o veículo.

Por vezes acontece de faixas rebaixadas ou porosas se formarem com o tempo. Elas impedem que a pastilha tenha um contato perfeito com o disco e prejudicam as frenagens. Isso pode fazer a frenagem levar mais tempo para acontecer e, em alguns casos, é necessário até mesmo que o motorista aplica mais força no pedal. Este é um sério sinal de alerta e você precisa ficara atento.

3. Regra dos 40 mil quilômetros.

A cada 40 mil quilômetros rodados, recomenda-se que seja feita uma avaliação do sistema de freio, e seus periféricos, visando posíveis substituições. Considera-se que, muito provavelmente, os discos terão atingidos os limites de uso especificados pelo fabricante.Nestes casos, não é recomendado que seja feita a retífica do disco, pois poderá comprometer sua estrutura, assim como sua eficiência de frenagem.

 

Fonte: FREMAX