Quais são os tipos de pistão de carros?

O pistão de carro pode ser de tipos e funcionalidades diferentes. Conheça agora os principais!

Pistões côncavos

Esse pistão tem uma estrutura de coroa côncava. É utilizado comumente em motores de veículos a diesel e marítimos, mas outros tipos podem ser encontrados.
Uma grande vantagem do formato côncavo é que ele viabiliza a criação de turbulência do ar, que mistura o combustível com o ar durante a última parte da compressão nos motores a diesel.

Pistões convexos

O pistão de motor convexo tem uma forma de esfera elevada e apresenta alta potência, podendo melhorar o processo de troca gasosa e atuar como uma função guia. Nos motores a gasolina de dois tempos de motocicletas, o pistão convexo é também comumente usado.
Esse tipo de pistão apresenta um domo que entra na câmara. Portanto, ele reduz os efeitos causados pela indução e aumenta a taxa de compressão estática do motor, no qual está inserido. É importante ressaltar que podem ocorrer variações na queima, de acordo com o seu formato. Além disso, são obrigatórias as cavas para vela e válvulas no pistão convexo.

Pistões de tronco

O pistão de tronco tem um formato mais alongado se comparado ao seu diâmetro. Ele é uma espécie de cruzeta cilíndrica. Apenas a biela está presente no tronco do pistão — lembrando que não deve ser confundido com a haste, ou seja, o motor do tipo tronco não possui haste.
No pistão tronco, a parte superior da biela é conectada diretamente com o pistão, por meio do conjunto de mancal. Nesse motor, o mesmo óleo lubrificante é usado no cilindro, bem como no cárter. O impulso transversal é levado pela saia do pistão (responsável por mantê-lo se movimentando dentro do cilindro).
É necessário um pino para conectar a biela ao pistão. Além disso, o motor consegue desenvolver uma alta potência em velocidade média ou superior.

Pistões de cabeça cruzada

O pistão de cabeça cruzada é um mecanismo encontrado em motores alternativos maiores, que orienta a haste do pistão para cima e para baixo. Isso ajuda a eliminar a pressão lateral no pistão, que de outra forma estaria presente em motores maiores sem uma cruzeta.
Esse tipo de pistão é uma parte extremamente importante dos grandes motores alternativos, pois não apenas reduz o desgaste criado pela pressão lateral, mas ajuda a regular e manter a estabilidade da rotação do motor. Essa estabilidade é afetada diretamente pela estabilidade do movimento alternativo do pistão.

Como é feita a manutenção do pistão do motor?

A manutenção do pistão do motor é um ponto ao qual os mecânicos devem dar total atenção. Isso porque é importante fazer seu diagnóstico em conjunto com a geometria do cilindro e do pistão, a fim de analisar melhor a condição dos anéis e definir se haverá a necessidade de serem ou não substituídos.
É recomendado que o mecânico observe muito bem o contato entre o cilindro e o jogo de anéis, percorrendo-os ao longo do cilindro e reparando como estão circulando.

Caso haja grande atrito ou um espaço maior entre o cilindro e os anéis, acontecerá a queima do óleo.

Além disso, vai haver o vazamento da pressão de compressão, fazendo os componentes ficarem travados.
Ou seja: eles devem se movimentar livremente, mas da forma correta. Quando os anéis forem montados nas canaletas do pistão, o ideal é que haja uma diferença na posição das pontas.

Isso porque é preciso evitar que os anéis de pistão mantenham suas pontas bem alinhadas à medida que o motor funciona, tenho em vista que geralmente ocorre o giro no interior das canaletas.

A manutenção do pistão inclui realizar a troca do lubrificante do motor e a substituição dos filtros de ar e óleo em acordo com as especificações do fabricante. Isso contribui bastante para a longevidade dos anéis e do pistão, pois garante a lubrificação correta de todos os componentes.

Qual é a importância da manutenção para os pistões?


Os pistões são fabricados com ligas de níquel, alumínio com magnésio ou silício, ferro, pistão forjado e ferro fundido. Embora sejam feitos de materiais muito resistentes, capazes de suportar altas temperaturas e pressões, a manutenção periódica é muito importante, visto que podem ter problemas como biela quebrada, resíduos cinzas etc.

Ocorre o seguinte: durante o funcionamento do motor, o pistão funciona com uma temperatura muito mais elevada em comparação ao cilindro, que é cercado por água de resfriamento. Logo, é normal que esse pistão se expanda mais do que o cilindro.
Porém, essa expansão deve ser controlada na manutenção, a fim de garantir que haja a folga adequada do pistão. Caso contrário, podem ocorrer sérios problemas no motor. O mais comum acontece em pistões feitos de alumínio, devido ao fato de se expandir mais rapidamente do que o ferro com a elevação da temperatura.

Como vimos, o pistão de carro ajuda a fornecer potência ao motor. Isso o torna uma peça automotiva essencial, sem o qual a energia térmica da mistura combustível/ar em combustão não se transformaria em movimento.

Além disso, eles podem ter muitas formas, materiais, designs e métodos usados para produzi-los. Lembrando que o tipo e a qualidade do pistão levam a características diferentes e, até certo ponto, influenciam a potência do motor.

Viu como é essencial adquirir peças de alta qualidade? Então, entre já em contato conosco e conheça peças de qualidade internacional para seu veículo!