A manutenção de forma geral vem a trazer ao veículo um melhor rendimento, uma vida útil maior e o mais importante, a segurança na hora de rodar. Evita-se assim que acidentes venham acontecer em decorrência de alguma falha ou desgaste de um componente.

Por isso, todo automóvel requer uma manutenção seja ela preventiva ou corretiva. Vamos abordar neste artigo quais os objetivos da cada uma delas, suas vantagens e quando realizá-las.

Manutenção Preventiva

A manutenção preventiva é a ação de prevenir e monitorar periodicamente o funcionamento dos componentes do carro, evitando futuras falhas e problemas, mantendo o bom desempenho do veículo. A falta dessa manutenção pode acarretar gastos além do imaginado, em decorrência de uma pequena falha outros componentes podem ser danificados.

Outras vantagens de manter em dia as revisões é a tranquilidade de rodar com segurança para evitar acidentes, e conforto que alguns itens tem a função de proporcionar.

Itens importantes a serem revisados na manutenção preventiva:

#1 – Pneus:

São itens que não podem deixar de ser revisados. A calibragem correta, o alinhamento e geometria são extremamente importantes para prolongar a vida útil dos mesmos e manter a segurança e conforto dos ocupantes de veículo.

#2 – Suspensão:

Conjunto de componentes que estão diretamente ligados a funcionalidade dos pneus e precisam de acompanhamento constante por sofrerem desgastes excessivos. O sistema é composto por itens como amortecedores, coxins, pivôs, buchas, molas, axiais entre outros, cuja função é manter a estabilidade do carro, absorvendo os impactos das imperfeições do solo, trazendo dirigibilidade e conforto aos ocupantes do veículo.

#3 – Freios:

Assim como os demais já citados são componentes que precisam de revisão constante para manter a eficiência, geralmente sendo indicado a manutenção a cada 10 mil quilômetros rodados. Os discos de freio, pastilhas, lonas, tambores, o fluido de freio enfim entre outros itens que compõe o sistema de frenagem do automóvel, são imprescindíveis para a segurança dos ocupantes.

#4 – Óleo lubrificante:

É um item que requer atenção, sua troca é indicada a cada 10 mil quilômetros rodados. Esta manutenção é muito importante para manter a durabilidade e o desempenho do motor, pois a substituição e o uso do lubrificante correto são essenciais para manter a lubrificação reduzindo o atrito entre as peças e manter a temperatura adequada para o funcionamento do motor.

#5 – Filtros:

Fazem o automóvel trabalhar corretamente retendo impurezas e partículas que podem acarretar sérios problemas para alguns componentes do carro e até para saúde dos ocupantes. O período para troca dos filtros geralmente é indicado pelas montadoras, pelo fabricante do óleo ou do filtro, podendo variar de acordo com a rodagem do veículo.

#6 – Correias:

São itens que merecem atenção, pois são peças simples e de certa forma baratas, mas de grande valia. O automóvel pode ter quatro tipos de correia, mas a mais importante é a correia dentada localizada no interior do motor onde faz a conexão entre o virabrequim e o comando de válvulas. Logo sua função é sincronizar o funcionamento das duas partes do mesmo. Sua troca é recomendada a cada 50 mil quilômetros, mas é importante verificar periodicamente seu estado de conservação, pois ela pode te deixar na mão e gerar grandes prejuízos.

Estes são alguns itens a serem conferidos nas manutenções preventivas mas muitos outros tem de ser analisados, como lâmpadas, bateria, velas e etc. Mesmo com as revisões em dia podem ocorrer problemas inesperados, aí onde aparece a manutenção corretiva.

Manutenção Corretiva

A manutenção corretiva assim como o nome já diz tem a finalidade de corrigir ou substituir algum componente danificado do veículo. Esta geralmente é feita em casos de extrema necessidade quando alguma peça apresentar defeito sem estar previsto, quando algum problema é detectado na manutenção preventiva, ou pela falta desta. Em tempos passados a manutenção corretiva era a única a ser realizada, pelo fato de faltar equipamentos e tecnologia para detectar possíveis problemas.

Manutenção corretiva não é um método muito vantajoso porque geralmente gera mais gastos e pode levar mais tempo para o conserto, pois o problema pode se agravar causando avaria em outros componentes e podendo até ocasionar graves acidentes.

Carro com problema

Manutenção de veículos: preventiva ou corretiva?

Você pode comparar o quanto a manutenção preventiva é mais vantajosa do que a manutenção corretiva. A manutenção em dia traz benefícios como a segurança e o conforto na hora de rodar, melhor desempenho para o veículo, melhora o consumo de combustível, além de economizar com peças e mão de obra, evitando que imprevistos ocorram durante uma viagem, por exemplo.

Por isso consulte sempre um mecânico de confiança que atenda suas necessidades com produtos de qualidade para deixar seu carro Rodando Como Novo.

Gostou do nosso artigo?

Siga o Instagram da Autêntica Autopeças e fique por dentro das dicas e novidades que temos para você! www.instagram.com.br/autenticaweb