Veja qual a hora certa para trocar as juntas homocinéticas

Composta de uma cúpula e esferas de rolamento, como a maioria das peças móveis dos carros, que dependem de lubrificação para se movimentar, há também uma coifa de borracha para proteger o conjunto de possíveis interferências externas: água, poeira e detritos.

Tipos de Juntas Homocinéticas

Fixa: fica na ponta do eixo e transmite o torque do semi-eixo para a roda.
Deslizante: além de transmitir o torque, possui o sistema que pode aumentar o comprimento acompanhando o movimento da suspensão, ela fica na ponta do eixo que é ligada ao câmbio.


Manutenção

As juntas são livres de manutenção durante sua vida útil que varia entre 40 e 50 mil quilômetros, porém essa vida útil pode ser reduzida caso haja algum problema com a coifa protetora. No caso da coifa sofrer com rasgos e permitir a entrada de areia e água na junta e não for constatado precocemente, os detritos podem danificar os rolamentos e a cúpula. Portanto esteja sempre atento ao estado das coifas.

Conservação

Como dissemos, a junta homocinética é responsável pela transferência do torque da caixa de câmbio para as rodas, ou seja, são as responsáveis pelo movimento do carro.
O desgaste precoce pode ocorrer devido a arrancadas bruscas constantes, desalinhamento da suspensão, excesso de peso e sujeira caso haja problemas de vedação da coifa.
Portanto para a longevidade da peça, aconselhamos que seja feita sempre a verificação das coifas, alinhamento e fique atento ao limite de peso e arrancadas bruscas com o veículo.

Confira os sintomas do fim da vida útil da peça

Junta homocinética fixa: Quando há desgaste dos rolamentos da peça, a junta começa a gerar ruídos de estralos, mais perceptíveis com o carro esterçado em movimento. Pode-se notar mais facilmente em manobras ou em arrancadas com o volante esterçado para um dos lados.

Junta homocinética deslizante: se perceber estralos nas acelerações em linha reta, é possível que o componente que fica na ponta do câmbio sofreu desgaste.

Apresentando sinais de desgaste acentuado, caso não seja substituída, a junta homocinética pode se romper e o resultado pode ser a perda de tração, travamento ou mesmo danificar peças importantes do carro como: semi-eixos, câmbio, rodas e suspensão.